Buscar
  • Drª Priscila Raso | Nutricionista

Herbalife pode causar hepatotoxicidade


Pensar que os shakes substitutos de refeições são boas escolhas por se tratarem de “produtos naturais”, pode ser um problema.


O consumo excessivo de ervas alterar a modulação do citocromo P450 (facilita a excreção de produtos indesejáveis, ativação de hormônios esteroidais e utilização de drogas); existem inúmeros artigos que mostram as ervas que reduzem ou aceleram a atividade dessa enzima, sendo as mais comuns: chá verde, toranja, equinácea, gingko biloba e erva de São João. Lembre-se eu disse que essas são as mais COMUNS, mas existem outras. Esses efeitos são muito preocupantes em indivíduo que fazem uso de fármacos continuamente, aumentando o risco de dano hepático.


Vale a ressalva de que a presença dos efeitos adversos aparece em consumos de altas doses; ingerir chá verde não trará problemas, mas pensando que atualmente as pessoas ingerem diversas cápsulas de chá verde de forma descontrolada, pode haver graves e irreversíveis problemas futuros.


Pensando na Herbalife, foi observado uma maior incidência (casos novos) de hepatotoxicidade após o uso de produtos da marca. Já houve casos de hepatite fulminante (necessidade IMEDIATA de transplante do fígado) para que não houvesse óbito. Um estudo de 2007 observou: 3 indivíduos que desenvolveram cirrose e 5 indivíduos que tiveram seu fígado necrosado e, nesse caso, a intoxicação se deu pelo consumo de Plantago ovata e Emblica officinallis (groselha indiana). Nos últimos anos, foram relatados diversos casos assustadores que, por mais polêmica que haja, não devem ser negligenciados.


A mensagem mais importante desse post é: não faça auto-prescrição de absolutamente NADA!

0 visualização

SÃO PAULO

Rua Cubatão, 436 - 7º andar Cj. 72 - Metrô Paraíso.

Nutricionista
CRN 48716

  • whatsapp-1
  • msfnwjkn
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn Social Icon

©2020 por Priscila Raso. Todos os direitos reservados.