Buscar
  • Priscila Raso

Não existe reeducação alimentar, sem educação alimentar


“Nunca comi beterraba, mas sei que não gosto.”, “Uma vez comi cenoura e tinha uma textura horrível... não gosto de cenoura!”, “Não tem como comer ovo de manhã todos os dias; enjoa!”; e por aí vai.

Entende que não vai rolar de você ter um resultado diferente se tiver os mesmos hábitos, crenças e (algumas vezes) frescuras? Se você não gosta de beterraba porque não comeu, você não sabe se gosta, concorda? Se você comeu cenoura e não gostou, talvez não goste dela daquela forma em que foi preparada, com aquele tempero, com aquela combinação. Se você enjoa de ovo, por que não enjoa da bolacha recheada, do achocolatado ou do bolo?

Não generalize se gosta ou não de um alimento se só o provou uma vez. Na nutrição, dizemos incisivamente que não gostamos de algo quando a provamos, pelo menos 10 vezes e se possível, de formas diferentes.

Eu não gosto de jaca; já provei diversas vezes e não vai. Aprendi a gostar (e muito) de mamão, depois de várias tentativas e de formas diferentes: com mel, com aveia, na vitamina...

Não busque solução no nutricionista se você não está disposto a mudar. Nós temos diversas ferramentas SIM pra te ajudar, mas só vai ter mudança se você quiser que tenha, se esforce pra isso e pare de mimimi.

#reeducaçãoalimentar #nutriçãocomportamental

0 visualização

SÃO PAULO

Rua Cubatão, 436 - 7º andar Cj. 72 - Metrô Paraíso.

Nutricionista
CRN 48716

  • whatsapp-1
  • msfnwjkn
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn Social Icon

©2020 por Priscila Raso. Todos os direitos reservados.