Buscar
  • Priscila Raso

Síndrome do Overtraining


É um distúrbio neuroendócrino onde o atleta ou praticante de atividade física faz mais exercícios do que seu corpo é capaz de recuperar. Na busca da melhora do desempenho tanto nos treinamentos quanto nas provas, esses exageram no volume da atividade física, sem ter descanso adequado além de, muitas vezes, terem uma dieta que não condiz com o volume de treino.

Quando a fadiga é aguda, com limitação de tempo, acontece após um período de descanso e o indivíduo sente-se pronto a voltar às suas atividades, chamamos de OVERREACHING. Esse é um estágio que antecipa o overtraining, porém, por muitas vezes acaba sendo uma estratégia utilizada para aumento da performance de forma proposital (overreaching funcional), com um tempo de descanso programado (TAPER).

SINAIS E SINTOMAS COMUNS DO OVERTRAINING:

- Alterações no sistema nervoso autônomo simpático e parassimpático;

- Imunossupressão;

- Perda de apetite;

- Perda de peso;

- Dor muscular persistente;

- Lesões e restrições miofasciais;

- Elevação significativa da frequência cardíaca de repouso;

- Depressão e irritabilidade;

- Alterações na função de hormônios como: GH, IGF-1, testosterona, tiroxina e cortisol;

- Queda brusca na qualidade do sono;

Vale lembrar que essa é uma das coisas piores que podem acontecer com um atleta (principalmente); portanto, se você quer aumentar sua demanda de treinamento em busca da melhora do desempenho (seja atleta ou não), busque auxílio profissional e não deixar de mirar no treino seguro.

#overtraining #overreaching #treinoexcessivo #treinodeforça

0 visualização

SÃO PAULO

Rua Cubatão, 436 - 7º andar Cj. 72 - Metrô Paraíso.

Nutricionista
CRN 48716

  • whatsapp-1
  • msfnwjkn
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn Social Icon

©2020 por Priscila Raso. Todos os direitos reservados.