Buscar
  • Priscila Raso

Erros no emagrecimento - #4: Jejum prolongado


Apesar de ser bem incisiva quando se trata de nutrição, eu me coloco no lugar do paciente antes de estabelecer qualquer julgamento mental para o discurso dele, principalmente se ele foi mais uma vítima das asneiras.

Como falei antes, somos bombardeados o tempo todo com informações de todos os tipos; em muitas delas está o jejum. Não vou entrar em mérito da bioquímica e fisiologia, mas eu não entendo porque as pessoas preferem ficar sem comer do que estabelecerem de forma consciente uma relação positiva com a comida (curto ou longo prazo). Na verdade, minha teoria é que de a gente gosta de ouvir algo fora do habitual ou óbvio, e isso acontece com nosso paciente.

Certa vez recebi uma paciente no consultório que disse: “Não adianta me vir com pirâmide, reeducação alimentar e dizer que o glúten não engorda que eu não caio nessa”. Perguntei então: “O que você acha que de fato funciona?”; ele não soube me responder. Ficamos debatendo de forma saudável durante 1h sobre porque ele julgava que nada daquilo funcionada e, concluímos juntos que ele foi mais uma vítima da mídia extremista. Até hoje ele é meu paciente. Até hoje ele fala que se não fosse eu, ele estaria naquela ideia maluca ainda.

Minha intenção não é deserdar o jejum ou colocá-lo como “o melhor”, mas ainda pergunto porque profissionais da saúde que tenham estudado ao menos 4 anos para aproximar o indivíduo do alimento, façam o contrário. O jejum pode ser uma estratégia (ainda que eu tenha PLENÍSSIMA certeza que a restrição calórica sem rótulos funcione), desde que você não ache que vai ficar nessa a vida toda. Ou você acha que humanos fazem fotossíntese? Não, né...

#errosnoemagrecimento #e #emagrecimento #nutriçãocomportamental #nutriçãoesportiva

0 visualização

SÃO PAULO

Rua Cubatão, 436 - 7º andar Cj. 72 - Metrô Paraíso.

Nutricionista
CRN 48716

  • whatsapp-1
  • msfnwjkn
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn Social Icon

©2020 por Priscila Raso. Todos os direitos reservados.